Os tipos de crentes de acordo com a Bíblia.
Existe uma teologia que diz que as sete igrejas de Apocalipse (que dizia: O que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas: a Éfeso, a Esmirna, a Pérgamo, a Tiatira, a Sardes, a Filadélfia e a Laodicéia. Apocalipse 1: 11) representam sete tipos de crentes, ou ainda os sete tipos de igrejas existente no mundo, e com base nesta premissa, de através das cartas se traças características dos crentes, elaboramos um material que procura traçar características dos crentes através das cartas as igrejas, não só as de Apocalipse, mas algumas de Paulo também. Notem também que estamos deixando de lado o caráter escatológico e universal das cartas às igrejas e abordando somente características individuais. Então comecemos.

O crente do tipo Éfeso – (Tradicional)
Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua perseverança; sei que não podes suportar os maus, e que puseste à prova os que se dizem apóstolos e não o são, e os achaste mentirosos; e tens perseverança e por amor do meu nome sofreste, e não desfaleceste.
Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Apocalipse 2: 2-4
Aparentemente este tipo de crente seria um tipo “tradicional”, que tenta manter a Palavra de Deus, combatendo as heresias, e principalmente hoje em dia que existem muitos “Apóstolos” e ministros falsos, com doutrinas variadas e vazias, sem base nenhuma na Bíblia, inclusive atribuindo a Deus as suas autoridades. Esse crente se firma na Bíblia e acaba duvidando até das ações renovadoras do Espírito, ou seja, devido a tanto engano, ele prefere não crer em nenhum movimento chamado carismático, apostólico, pentecostal, etc. Sendo assim este crente acaba perdendo o amor e levando tudo para o lado da Palavra de Deus como se fosse uma lei rigida. Este crente precisa de uma renovação espiritual, voltar a amar e buscar a Cristo como no início da fé.

O crente tipo Esmirna - (Sofredor)
Conheço a tua tribulação e a tua pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que dizem ser judeus, e não o são, porém são sinagoga de Satanás.
Não temas o que hás de padecer. Eis que o Diabo está para lançar alguns de vós na prisão, para que sejais provados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida. Apocalipse 2: 9-10

Este tipo de crente é o que está oprimido, em local de sofrimento e perseguição, perceba que existe correlação deste crente também com a igreja que estava em Roma no período das grandes perseguições aos crentes, que Paulo diz ser a fé conhecida no mundo todo, inclusive hoje os exemplos dos mártires ainda nos fala de sua fé sacrificial. Este crente é fraco em seu poder, porém forte no poder de Deus, pois o poder de Deus se aperfeiçoa na nossa franqueza (II Coríntios 12:9). Este crente é um exemplo de fé e de superação no meio da tribulação, veja que nas cartas às sete igreja somente duas não são repreendidas por Cristo Esmirna e Filadelfia, justamente as igrejas mais perseguidas pelos falsos judeus.
Baseado nestas características, esta igreja representa o crente com características de mártir, sofredor, exemplo disso dos missionários que dão sua vida à obra de Deus, apesar de tudo.

O crente tipo Pérgamo – (no meio de locais pecaminosos)
Sei onde habitas, que é onde está o trono de Satanás; mas reténs o meu nome e não negaste a minha fé, mesmo nos dias de Antipas, minha fiel testemunha, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita. Entretanto, algumas coisas tenho contra ti; porque tens aí os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, introduzindo-os a comerem das coisas sacrificadas a ídolos e a se prostituírem.
Assim tens também alguns que de igual modo seguem a doutrina dos nicolaítas.
Arrepende-te, pois; ou se não, virei a ti em breve, e contra eles batalharei com a espada da minha boca. Apocalipse 2: 13 – 16

Este tipo de crente é o que se encontra em um lugar de grande pecaminosidade (trono de satanás), porém apesar de se achar nesse lugar ele luta e não deixa a fé em Cristo, porém na vida deste crente existem algumas coisas que desagradam a Deus, na carta é citado os nicolaitas e os de Balaão, ou correlacionando, são as distorções da Palavra de Deus em proveito próprio. Hoje em dia, sem citar nomes também tem algumas denominações evangélicas que distorcem as Escrituras para proveito próprio, caso semelhante aos nicolaitas, ou ainda induzem ao erro como Balaão. Estes crentes muitas vezes são enganados por falsos profetas e falsos doutores, porém eles não deixam a fé.

Crente Tiatira – (Tolerante ao pecado)
Conheço as tuas obras, e o teu amor, e a tua fé, e o teu serviço, e a tua perseverança, e sei que as tuas últimas obras são mais numerosas que as primeiras.
Mas tenho contra ti que toleras a mulher Jezabel, que se diz profetisa; ela ensina e seduz os meus servos a se prostituírem e a comerem das coisas sacrificadas a ídolos; e dei-lhe tempo para que se arrependesse; e ela não quer arrepender-se da sua prostituição.
Eis que a lanço num leito de dores, e numa grande tribulação os que cometem adultério com ela, se não se arrependerem das obras dela; Apocalipse 2: 19 -22

Este é o crente que trabalha muito na obra de Deus e produz muitas coisas; crescimento da igreja, discípulos, etc. Porém vemos que este crente tolera Jezabel (figura de mulher prostituta e idolatra), é certo pelo caráter figurativo de Apocalipse que quando se esta falando de prostituição e idolatria, está se referindo a se colocar algo no lugar de Deus, pois o crente verdadeiro não freqüenta os bordeis, nem utiliza imagens de escultura, mas pode ser avarento (avareza é idolatria), e segundo dizem são duas barras que derrubam o crente a barra de saia (sexo) e a barra de ouro (dinheiro).
Assim este é um crente operante na obra, mas com uma falha muito grande na área sexual ou financeira, as vezes esta operancia na igreja é simplesmente para encobrir um relacionamento familiar fraco e carências afetivas não satisfeitas.
Este crente precisa tomar muito cuidado para não se desviar da fé, ou tentar justificar suas condutas através das teologias dos falsos profetas, principalmente para não cair no meio daqueles que no ultimo dia dirão que fizeram muitas coisas para Jesus, mas não eram conhecido de Cristo.
Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres?
Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade. Mateus 7: 22 – 23

O crente Sardes – (Improdutivo)
Ao anjo da igreja em Sardes escreve: Isto diz aquele que tem os sete espíritos de Deus, e as estrelas: Conheço as tuas obras; tens nome de que vives, e estás morto.
Sê vigilante, e confirma o restante, que estava para morrer; porque não tenho achado as tuas obras perfeitas diante do meu Deus.
Lembra-te, portanto, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. Pois se não vigiares, virei como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei. Apocalipse 3: 1 – 3

Este é o crente que esta na igreja, porém só é membro, talvez “convencido” pela Palavra e não convertido pelo Espírito Santo. Ele conhece tudo, participa e até coopera, porém ainda não tomou uma decisão verdadeira, pode até ter um comportamento digno de Cristo, porém Jesus ainda não é o Senhor de sua vida. Como exemplo deste crente podemos enquadrar o mancebo de qualidades em Lucas 18: 18-24, o jovem era realmente interessado e compromissado, mas faltava-lhe se entregar completamente a Deus.

O crente Filadélfia - (Fiel e vencedor)
Conheço as tuas obras (eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta, que ninguém pode fechar), que tens pouca força, entretanto guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome.
Eis que farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não o são, mas mentem, eis que farei que venham, e adorem prostrados aos teus pés, e saibam que eu te amo. Apocalipse 3: 8-9

Este crente é parecido com o crente Esmirna, inclusive ele sofre com os falsos judeus, também só Filadélfia e Esmirna não são repreendidas por Cristo, além de todas as duas se acharem fracas. Contudo o diferencial de Filadélfia é que ela será exaltada perante os inimigos de Deus, quando Esmirna será martirizada. Neste ponto entramos num dos maiores mistérios da humanidade. Por que Deus permite que certas coisas aconteçam com os crentes fiéis? Livra alguns, mas não livra outros? Por que Deus livrou Daniel da cova dos leões, mas não livrou centenas de crentes do martírios com os imperadores romanos?
Seja como for não da para distinguir o crente Esmirna do Filadélfia, todos são fiéis e sofredores, porém o Filadélfia será exaltado na terra por Deus e o de Esmirna será fiel até a morte.

O crente Laodicéia – (Mundano)
Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; oxalá foras frio ou quente!
Assim, porque és morno, e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca.
Porquanto dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um coitado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; aconselho-te que de mim compres ouro refinado no fogo, para que te enriqueças; e vestes brancas, para que te vistas, e não seja manifesta a vergonha da tua nudez; e colírio, a fim de ungires os teus olhos, para que vejas.
Eu repreendo e castigo a todos quantos amo: sê pois zeloso, e arrepende-te.
Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. Apocalipse 3: 15 – 20

Este é o crente autosuficiente, que se acha o melhor da criação, “filho do Rei” e não servo de Cristo, muito difundido com as chamadas teorias da prosperidade, ele contrasta com o Esmirna que se acha pobre e é rico, Laodicéia é justamente o contrário se acha rico e é pobre. Jesus chega ao extremo de dizer que está à porta da igreja, (do lado de fora), batendo (pedindo para entrar na igreja Dele), ou seja Laodicéia não está preocupada com Jesus que é o Senhor de todo. Este tipo de crente parece com o fariseu que orava de si para e Jesus relata em Lucas 18.
O fariseu, de pé, assim orava consigo mesmo: ó Deus, graças te dou que não sou como os demais homens, roubadores, injustos, adúlteros, nem ainda com este publicano.
Jejuo duas vezes na semana, e dou o dízimo de tudo quanto ganho. Lucas 18: 11-12

É uma oração e um culto centrado muito no eu e não em Deus, veja alguns chavões de crente: “Eu decreto”, Eu profetizo”, “Eu não aceito” e Eu etc...) ou seja tudo no eu.
Este tipo de crente precisa ter uma ter um encontro verdadeiro, com Cristo, abrir a porta e receber Jesus como o verdadeiro Senhor de sua vida.

Essas são as 7 igrejas do Apocalipse, segundo teologia concernente, representante de 7 tipos de crentes; claro que essa teologia é muito mais profunda, e acima estamos colocando as características rasas, também é lógico que cada igreja ou crente tem seus defeitos, mesmo Esmirna e Filadélfia, bem como qualidades.. E em virtude da riquíssima fonte teológica que é o livro de Apocalipse, um estudo detalhado sobre as sete igrejas precisaria de um livro, principalmente pelas suas varias teologias.

Aproveitando essa ideia teológica de comparar as características de uma igreja ou região a pessoas, podemos muito bem comparar as outras igreja das cartas paulinas a personalidades de crentes. Contudo já comparamos os crentes de Roma com Esmirna, pois eles estavam sobre a perseguição romana no centro da tormenta, sendo exemplo de mártires cristãos, e dentro das 7 igreja consta Éfeso que também possui uma carta paulina. Sendo assim ousamos criar personalidades de crentes Corínto, Gálatas, Filipenses e Tessalônica.

Crente Corintios – (Espiritualista e carnal)
A cidade de Corinto, como é conhecida de todo leitor da Bíblia, é a cidade mais problemática das cartas paulinas; sendo assim ela é a que ocupa mais destaque, assim a riqueza nas características desta igreja.
1º Uma igreja muito espiritualizada.
De maneira que nenhum dom vos falta, enquanto aguardais a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo. I Corintios 1: 7

2º Uma igreja Carnal.
Porquanto ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja e contendas, não sois porventura carnais, e não estais andando segundo os homens? I Corintios 3:3

3º Uma igreja conivente com o pecado.
Geralmente se ouve que há entre vós imoralidade, imoralidade que nem mesmo entre os gentios se vê, a ponto de haver quem vive com a mulher de seu pai.
E vós estais inchados? e nem ao menos pranteastes para que fosse tirado do vosso meio quem praticou esse mal? I Corintios 5: 1-2

Então as características do crente Corinto são a espiritualidade e a carnalidade. Certamente que carnalidade e espiritualidade são opostas, contudo vemos em Corinto que não os falta dons, como também nenhuma ação carnal.
Sendo assim entendemos que essa espiritualidade foi manchada pela carne. Notamos que apesar de contrários a carnalidade e espiritualidade fazem parte de nossas vidas, e quando um dos dois está em evidência, existem problemas, principalmente porque a espiritualidade só se revela através da santidade, pelo fruto do Espírito e não por manifestações outras. Desta forma o crente que anda aparentemente “transbordando de poder” pode ser um crente tipo corinto. Muito cuidado com os crentes “poderosos”. O poder é de Deus e cabe ao crente transbordar só na graça de Cristo.
Quem crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior correrão rios de água viva. João 7:38

Crente Gálatas – (Criança espiritual)
Estou admirado de que tão depressa estejais desertando daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho. Gálatas 1:6
Este é um crente sem firmeza na fé, o que não se preocupa com o estudo da Palavra de Deus, sendo convencido facilmente por palavras bonitas, teorias várias e ventos de doutrinas. Com esse tipo de crente é necessário estar dentro de uma igreja e com irmãos firmados na fé verdadeira em Cristo, para assim crescer chegando a ser um crente verdadeiramente firmado.
Entretando a característica desse crente é desejar agradar a Deus, buscando através de seu entendimento e considerações humanos fazer o que é certo. Porém o Reino e o conhecimento de Deus são muito diferentes dos nosso. Assim este se torna um crente insensato , imaturo e infantil.
Sois vós tão insensatos? tendo começado pelo Espírito, é pela carne que agora acabareis? Gálatas 3:3

Crente Filipenses - (Cooperador)
Dou graças ao meu Deus todas as vezes que me lembro de vós, fazendo sempre, em todas as minhas orações, súplicas por todos vós com alegria pela vossa cooperação a favor do evangelho desde o primeiro dia até agora. Filipenses 1: 3-5
Este é o crente cooperador, que sempre ajuda o seu líder, como companheiro da obra de Deus, nestas cartas de Paulo aos Filipenses, elas são chamadas cartas de amor de Paulo, pois nelas Paulo demonstra todo seu amor por esta igreja que tanto o ajudou.

Crente Tessalonicenses – (Preguiçoso)
Sempre damos graças a Deus por vós todos, fazendo menção de vós em nossas orações, lembrando-nos sem cessar da vossa obra de fé, do vosso trabalho de amor e da vossa firmeza de esperança em nosso Senhor Jesus Cristo, diante de nosso Deus e Pai, conhecendo, irmãos, amados de Deus, a vossa eleição. I Tessalonicenses 1: 2-4
Este tipo de crente, a principio parece ser muito fiel e idôneo, para confirmar isso basta ler os primeiros capítulos da primeira carta a Tessalonica, parece uma igreja ideal; porém essa é só a primeira impressão, pois continuando a ler o restante da carta e a segunda carta também, percebe-se a fala de Paulo com relação ao trabalho, que Paulo não recebia salário, não queria ser pesado aos irmão, trabalhava por conta própria e etc. Entendemos o motivo no ultimo capitulo da segunda carta.
Porque, quando ainda estávamos convosco, isto vos mandamos: se alguém não quer trabalhar, também não coma.
Porquanto ouvimos que alguns entre vós andam desordenadamente, não trabalhando, antes intrometendo-se na vida alheia. II Tessalonicenses 3: 10-11
Pois é este tipo de crente é muito perigoso, pois eles têm uma aparência de santidade e pregam muito, porém simplesmente eles estão muito mais preocupados com a vida alheia e fofoca, do que com o trabalho, alguns são até “profetas itinerantes” que ficam de casa em casa buscando sustento alheio. Este tipo de crente só resta nos afastarmos dele para que se arrependam o procurem viver dignamente.

Considerações finais
Teoricamente nós trabalhamos com estereótipos, atribuímos características regionais a pessoas, coisas sem fundamentos científicos, por isso está sujeito a muitos erros de interpretações, porém ainda assim é muito útil analisarmos características regionais e locais, para uma analise melhor do ser humanos, coisa inclusive que fez Paulo, aconselhando Tito
Um dentre eles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, glutões preguiçosos.
Este testemunho é verdadeiro. Portanto repreende-os severamente, para que sejam são na fé. Tito 1: 12-13

Desta forma analisemos nossas cidades e bairros e vejamos quais as características das áreas que atuamos, sabendo que Deus pode transformar todos.

Voltar a página inicial

Comentários:

gostei muito de seu artigo querido, vou postar em minha página e fazer referencia a você, pois tenho certeza que vai ajudar muitas pessoas.

Maria Madalena Ramos Ferreira

muito bom e proveitoso este estudo, o irmão rubens tem qualificações semelhantes e até maiores do que as de muitos líderes de seminários teológicos. Sempre sou edificado com seus ensinamentos!

Thiago Batista