A ira de Deus e dos homens.

Primeiramente vamos entender o que é a ira, segundo o dicionário ira é cólera, raiva contra alguém, alguma coisa ou situação. Indignação. Desejo de vingança.

Segundo – A ira não é pecado.
O Senhor é um Deus zeloso e vingador; o Senhor é vingador e cheio de indignação; o Senhor toma vingança contra os seus adversários, e guarda a ira contra os seus inimigos. Naum 1:2.

Deus se ira, como mostra o versículo acima além de alguns outros versiculos, e se Deus se ira, logo a ira não é pecado, claro que a ira humana pode levar ao pecado, porém a ira em si não é pecado. O fato é que o papa Gregório Magno no século VI instituiu os sete pecados capitais. Lembre-se que a igreja católica divide os pecados em capitais (mortais) e pecados veniais (perdoáveis). E também instituiu a ira dentre os pecados capitais: Os sete pecados capitais são:
- Gula: consiste em comer além do necessário e a toda hora;
- Avareza: é a cobiça de bens materiais e dinheiro;
- Inveja: desejar atributos, status, posse e habilidades de outra pessoa;
- Ira: A qual estudamos agora.
- Soberba: é caracterizado pela falta de humildade de uma pessoa, alguém que se acha auto-suficiente;
- Luxúria: apego aos prazeres carnais;
- Preguiça: aversão a qualquer tipo de trabalho ou esforço físico.
Desta forma muita vezes consideramos que a ira, por si só já é um pecado, coisa que não é embasada na Bíblia.

A ira de Deus.

Deus é juiz justo, um Deus que se ira todos os dias. Salmo 7:11
Deus é um ser que não muda, o único que é perfeito, que não necessita melhorar em nada: Pois eu, o Senhor, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos. Malaquias 3:6. Sendo assim, todas as ação de Deus são constantes, inclusive a ira. Deus não é como nós que tem arroubos de sentimentos, (estamos alegres e logo após tristes), Deus esta constantemente irado com o pecado, Deus esta constantemente amando as pessoas. Desta forma a ira de Deus contra o mal jamais diminui.

A ira dos homens

Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira; nem deis lugar ao Diabo. Efésios 4: 26-27
Logicamente nós não somos perfeitos, assim muita vezes perdemos o controle sobre nossas ações, veja o versículo abaixo:
Sabei isto, meus amados irmãos: Todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar e tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus. Tiago 1: 19-20
Muitas vezes quando nos irritamos, somos levados pelos nossos desejos carnais de vingança, inveja, soberba etc. Desta forma o homem natural é praticamente levado pelas suas emoções, podendo fazer o bem ou o mal a depender das circunstâncias e do seu caráter. Veja o exemplo de Moisés:
Ora, aconteceu naqueles dias que, sendo Moisés já homem, saiu a ter com seus irmãos e atentou para as suas cargas; e viu um egípcio que feria a um hebreu dentre, seus irmãos.
Olhou para um lado e para outro, e vendo que não havia ninguém ali, matou o egípcio e escondeu-o na areia.
Tornou a sair no dia seguinte, e eis que dois hebreus contendiam; e perguntou ao que fazia a injustiça: Por que feres a teu próximo? Êxodo 2:11-13

Primeiramente Moisés tinha um grande censo de justiça e amor pelo seus, por isso ele se irou ao ver um egípcio maltratando um hebreu. Irritação esta que é muito salutar, afinal quem não se irrita com a injustiça? Ver uma pessoa maltratando uma outra fraca, ou a corrupção, isso provoca em nós uma indignação muito grande. Coisa muito boa e louvável é se indignar contra as injustiças. Porém essa indignação levou Moisés a cometer um assassinato, note que Moisés era príncipe no Egito, ele poderia simplesmente mandar o egípcio parar, mandar soldados prenderem o malfeitor, mas a ira dele o levou a um assassinato. Imaginem também se ele não fosse descoberto, provavelmente a ira dele cresceria a ponto de inclusive tentar liberta os hebreus através de uma rebelião, com sangue, guerras e revoltas, coisas que não estavam nos planos de Deus. Muito pelo contrário, a intenção de Deus é que o homem esteja sob o domínio do Espírito Santo e tenha domínio próprio que faz parte do fruto do Espírito. Veja outra vez o exemplo de Moisés, que era “iracundo” e “justiceiro”, após o tratamento de Deus, 40 anos no deserto, o faz se tornar muito manso: Ora, Moisés era homem mui manso, mais do que todos os homens que havia sobre a terra. Números 12:3.
Coisa semelhante aconteceu com João, o chamado discípulo do amor, devido a sua maneira amorosa e carinhosa com que escreveu as suas cartas, veja o que ele disse antes de ser tratado por Cristo: Vendo isto os discípulos Tiago e João, disseram: Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para os consumir (como Elias também fez?) Lucas 9:54. João e Tiago queriam destruir toda uma aldeia de samaritanos, nem parece a mesma pessoa que escreve: filhinhos, amados, etc.

Os filhos da ira

Como vimos, Deus é constante, não muda nunca. Sendo assim a ira de Deus sobre o pecado que cometemos permanece eternamente, desta forma sempre que pecamos nós irritamos a Deus. Note que nós cristãos, assim como a religião judaica e islâmica, cremos que o pecado é um ato de afronta direta a Deus, ou seja, quando pecamos desagradamos primeiramente a Deus, antes mesmo de desagradarmos ao próximo e a nós mesmo.
...nos quais outrora andastes, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência, entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como também os demais. Efésio 2: 2-3.
Como nós nunca deixamos de errar, Deus esta constantemente com sua ira sobre nós. Só existe uma solução para que a ira de Deus não se abata perpetuamente sobre o homem. Aceitar a Cristo.
Quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, porém, desobedece ao Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus. João 3:36
Isso mesmo, quando cremos em Jesus, passamos de filhos da ira, filhos da desobediência para Filhos de Deus, não é que Deus seja nepotico (priorise os filhos), mas é o caso de você como servo de Cristo, procure agradar a Deus, que é misericordioso. E a Bíblia relata que a misericórdia triunfa no juízo. Porque o juízo será sem misericórdia para aquele que não usou de misericórdia; a misericórdia triunfa sobre o juízo. Tiago 2:13.

Conclusão

A ira pode ser até útil e louvável, desde que ela direcione para um ato de indignação contra o pecado e injustiça e esteja sobre o controle e direção do Espírito Santo. Então devemos seguir o conselho da Bíblia com relação a ira.
Não alimentar a ira, não deixar o sol se por com sua ira - Irai-vos e não pequeis; consultai com o vosso coração em vosso leito, e calai-vos. Salmo 4:4
Dê lugar a ira de Deus – Vença o mal com o bem, ire-se pela coisa certa e faça a coisa certa:
Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira de Deus, porque está escrito: Minha é a vingança, eu retribuirei, diz o Senhor.
Antes, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça.
Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem. Romanos 12: 19-21

È difícil controlar os sentimento e as ações levadas pela ira, porém o resultado do controle do Espírito é o melhor e o único que da resultado.

"Qualquer um pode irritar-se, isso é fácil. Mas irritar-se com a pessoa certa, na hora certa, da maneira certa e pelo motivo certo, decididamente, não é fácil." (Aristóteles)

A paz e misericórdia de Cristo.

Por Rubens Silva Aguiar
Editor@jacuipenoticias.com

Comente este estudo

Leia mais materias sobre fé

Voltar a página inicial
Comentários:

Gosto d aprender tudo que é bom sobre a Palavra de Deus e agradeço por cada instrução que la me traz.
Deus abençoe o escritor desta matéria.

Graça

A leitura ajudou-me bastante a refletir do que estava a viver no meu relacionamento. Muito obrigada pela matéria.

Antonia Lohoca

SOU-LHE MUITO GRATO PELO ESTUDO SOBRE A IRA,É BASTANTE PROFUNDO E DE GRANDE EDIFICAÇÃO ESPIRITUAL.TENHO UM AMIGO NA TASMANIA,QUAL ENTROU COM ESSA PERGUNTA E EU Ñ SABIA RESPONDER,E ATRAVÉS DESTE ESTUDO TEREI UMA FORTE BASE PARA ESCLARECIMENTO SOBRE ESSE TEMA.MAS GOSTARIA K' VC ME MANDASSE UM ESCLARECIMENTO SOBRE, SE "JESUS PECOU EM IRAR-SE NO TEMPLO";K' NA VERDADE ESSA É A DÚVIDA DO MEU AMIGO,MAS O ESTUDO POSTADO SOBRE A IRA VAI AJUDAR BASTANTE!... MUITO GRATO ! FIQUE NA PAZ! UM FORTE ABRAÇO EM CRISTO JESUS NOSSO SENHOR E MESTRE !

MARCELO MATRIX