O Natal e os Cristãos Evangélicos

Papai Noel Rei do  MercadoO que significa realmente o natal para os evangélicos; note que, escrevi evangélicos e não cristãos de modo geral. Jesus nasceu mesmo em 25 de dezembro?

Os cristãos primitivos celebravam o natal?

Será que eles o comemoravam no dia 25 de dezembro? Ou em qualquer outro dia?

E os símbolos do natal, você conhece a origem deles?

O Significado do “NATAL”

A palavra “Natal” significa nascimento. A “festa de Natal” ela não se inclui entre as festas bíblicas, como:

Yom Kippur – Dia do perdão - Levítico 23: 27-33;
Sucot - Festa dos Tabernáculos - Levítico 23: 34-43;
Pessach - Festa da Páscoa - Êxodo 12;
Shavout – Pentecostes - Levítico 23: 15 a 21;
Festa do Purim - Baseada no livro de Ester
Hanuká – Festa da Dedicação – João 10: 22-30

A origem da comemoração natalina se deu historicamente a partir do século IV, quando a Igreja Católica Romana instituiu esta comemoração, e daí se expandiu ao protestantismo, e ao resto do mundo.

A data do nascimento de Jesus

Pelo exame da Bíblia é muito difícil precisar que Jesus nasceu em dezembro! Lucas 2:8 diz: Ora, havia naquela mesma região pastores que estavam no campo, e guardavam os seus rebanhos, durante as vigílias da noite. Dezembro é tempo de inverno naquela região. Costuma chover e nevar na região da Palestina, assim, os pastores não poderiam permanecer ao ar livre nos campos durante as vigílias da noite. Naquela região, as primeiras chuvas costumam chegar nos meses de outubro e novembro. Durante o inverno os pastores recolhem e guardam as ovelhas no aprisco... Eles só permanecem guardando as ovelhas ao ar livre durante o verão! Mas existem outras teorias a respeito do nascimento por exemplo:

25 de março – seria a data do nascimento ou da anunciação do nascimento.
06 de janeiro também é considerada, por alguns, como a data do nascimento, mas a maioria comemora a Epifania (Batismo de Cristo)
Perceba se a anunciação foi 25 de março o nascimento deverá ser 25 de dezembro (9 meses de gestação)

A origem do 25 de dezembro

Muitos crêem que a data de 25 de dezembro foi retirada de uma comemoração pagã relacionada com o Solstício de inverno (Época em que o Sol, tendo-se afastado o mais possível do equador, parece deter-se e estacionar durante alguns dias, antes de voltar a aproximar-se de novo do equador), entre 17 e 21 de dezembro. Baseado nesse solstício, toda civilização que estudavam os astros adotaram a adoração ao sol ou ao seu “deus” mais ilustre nesta data. Notadamente em Roma existia o “Nascimento do Sol Invicto” celebrando o “Novo Sol”. Essas festividades pagãs eram muito populares e, segundo alguns, foram sincretizadas para o cristianismo por Constantino, pois depois da conversão do imperador romano ao cristianismo, a população não queria abandonar esse costume. Assim eles relacionaram Cristo com o “deus-sol”. Note que sincretismos é coisa comum na historia, perceba o da Bahia, na qual cada “santo católico” possui um similar nos cultos africanos, da mesma forma os deuses romanos se sincretizaram com os santos católicos. É percebida varias semelhanças, por exemplo entre Mercúrio e Santo Antonio, também no culto prestado a ambos, além das atribuições de funções a cada deus/santo, um é responsável pela cabeça, outro pela mão, outro pelo parto, etc. Até mesmo a questão dos ex-votos na qual os fiéis depositam pedaços do corpo humano de cera, já era costume dos gregos e romanos.
Já outros crêem justamente o contrário. Que a data 25 de dezembro já era comemorada pelos cristãos primitivos, e um imperador romano, para enfraquecer a fé cristã, colocou a festa do “Nascimento do Sol Invicto” para certamente, enfraquecer esta data.

A árvore de natal e os presentes

Mais uma vez alguns crêem que a origem da árvore de natal vem de Lutero, que quis relacionar com o céu, outros crêem que a origem da árvore de Natal vem da antiga Babilônia, de Ninrode, neto de Cão, filho de Noé. Segundo a qual a árvore representa o próprio Nirode redivivo, e que em determinado período, seu espírito se apossava da árvore. Realmente existem em muitas culturas, os cultos as árvores e animais também. Entre os druidas, o carvalho era sagrado, entre os egípcios as palmeiras, em Roma era o Abeto, que era decorado com cerejas durante a Saturnália, inclusive o “santo daime” que é uma droga usada por seitas latinas atuais, etc.
Já o costume de dar presente vem dos Reis Magos, na qual eles trouxeram presentes para Jesus, E entrando na casa, viram o menino com Maria sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro incenso e mirra. Mateus 2:11. Ou ainda, como alguns acreditam, de um costume pagão atribuído a Odim, deus nórdico, na qual Odim dava presente a seus adoradores através de uma árvore.

O “Papai Noel” e a prática de dar presentes as escondidas
O nome “Papai Noel” é uma corruptela do nome “São Nicolau”, um bispo romano que viveu no século V. São Nicolau, bispo de Mira, um santo venerado pelos gregos e latinos no dia 6 de dezembro… A lenda de suas dádivas oferecidas as escondidas, de dotes, às três filhas de um cidadão empobrecido. Daí teria surgido a prática de se dar presentes “as escondidas” no dia de São Nicolau (6 de dezembro). Mais tarde essa data fundiu-se com o “Dia de Natal” (25 de dezembro), passando a se adotar também no natal essa prática de se dar presentes “às escondidas”, como o fazia o Saint Klaus (o velho Noel!). Então surgiu daí a tradição de se colocar os presentes às escondidas junto às árvores de natal! Também a imagem de Papai Noel que conhecemos foi criado pela Coca-cola em uma de suas propagandas, há mais ou menos 150 anos atrás.

Velas e luzes
O Uso de velas é um ritual de dedicação aos deuses ancestrais. A vela acendida está fazendo renascer o ritual dos solstícios, que mantêm vivo o sol, ou ainda iluminando as almas no mundo do além túmulo. Não tem nenhuma relação com o candelabro judaico (ou Menorah).

Presépio
O presépio não precisaria nem explicar o que é, é uma representação do nascimento de Jesus, porém a Bíblia manda não fazer imagens de esculturas, nem representações de nada no Céu ou na terra. Então alguns acreditam ser este um altar a Baal, consagrado desde a antiga babilônia. E um estímulo à idolatria! Em Êxodo 20:1-6, temos: Então falou Deus todas estas palavras, dizendo: Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás diante delas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam e uso de misericórdia com milhares dos que me amam e guardam os meus mandamentos.

Então qual o nosso procedimento como Evangélicos?

Qual a verdade e o princípio da moderação.

A verdade é uma só: O natal muito provavelmente não é a data do nascimento de Cristo, mas o mais importante é que Cristo nasceu realmente e esta é uma data excelente para pregarmos a Cristo para todo o mundo. A tempo e a fora de tempo. Prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo, admoesta, repreende, exorta, com toda longanimidade e ensino. II Timoteo 4:2

O princípio bíblico é o da moderação, nós evangélicos não podemos ter a aparência de beatos, como Antonio Conselheiro de Canudos, pregando o fim do mundo, que tudo é pecado, que todos estão perdidos e irão para o inferno.
Não sejas demasiadamente justo, nem demasiadamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo? Não sejas demasiadamente ímpio, nem sejas tolo; por que morrerias antes do teu tempo? Eclesiastes 7:16 - 17

O exemplo de Jesus

O ser humano gosta muito de festa e de alegria, e a Bíblia não recrimina isto, Jesus nós dá exemplo disso quando faz o seu primeiro milagre numa festa de casamento João 2:1-2, também é um bom exemplo a Festa da Dedicação - Hanuká. Deus não instituiu esta festa, mas o povo judeu a fez em celebração a grande vitória sobre os gregos, sob o comando de Judas Macabeus, esta historia encontrasse nos livros de Macabeus, nota este livro é apócrifo e está só na Bíblia Católica e não na nossa. Mas Cristo participou desta festa e aproveitou para ensinar ao povo sobre o Reino de Deus, João 10: 22.... O natal é uma grande oportunidade para pregarmos sobre Cristo ao contrário de combater uma celebração feita a Ele mesmo.

O exemplo de Paulo

Paulo estava em Atenas, sua alma estava entristecida pela idolatria do povo, porém ele vê nesta idolatria uma oportunidade para pregar a Cristo.
Então Paulo, estando de pé no meio do Areópago, disse: Varões atenienses, em tudo vejo que sois excepcionalmente religiosos; porque, passando eu e observando os objetos do vosso culto, encontrei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais sem o conhecer, é o que vos anuncio. Atos 17: 22-23
Os gregos criam que havia um Deus superior a todos os deuses deles, Deus esse, tão grande que não poderia ser conhecido por ninguém, por isso eles fizeram um altar para esse Deus. Igualmente hoje no natal, Jesus, apesar de ser honrado pelo dia do Natal, não é conhecido. Podemos fazer como Paulo e pregar esse DEUS DESCONHECIDO. Que na verdade é o nosso próprio Deus. Pregue a Cristo a tempo e a fora de tempo I Timoteo 4:2.

Conclusão

Ora, no tocante às coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que todos temos ciência. A ciência incha, mas o amor edifica.
Se alguém cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como convém saber.
Mas, se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele.
Quanto, pois, ao comer das coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há outro Deus, senão um só. I Coríntios 8: 1-4

Existem correntes evangélicas que pregam justamente o abandono de todas as datas por eles consideradas satânicas: natal, dia dos pais, das mães, das crianças, etc, adotando somente as festas bíblicas como as citadas no início deste estudo. Porém é bom notarmos que nós somos, gentios e brasileiros, estamos em um contexto cultural diferente, e principalmente estamos sob a Graça de Cristo, não fazemos parte da lei. Para que isto realmente pudesse acontecer seria necessário sairmos do mundo, ou no mínimo da América Latina. A melhor conduta é mostrarmos a verdade em amor, que Papai Noel não existe, mas que Jesus existe e veio ao mundo para nos salvar. Este é o verdadeiro espírito do natal. O Espírito Santo que veio dar testemunho de Cristo.
Que em vez de buscar os astros, astrologias, mandingas e simpatias para ter um ano novo melhor busquemos quem fez as estrelas. Procurai aquele que fez as Plêiades e o Oriom, e torna a sombra da noite em manhã, e transforma o dia em noite; o que chama as águas do mar, e as derrama sobre a terra; o Senhor é o seu nome. Amós 5:8. Jesus a resplandecente Estrela da Manhã.

Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens de boa vontade. Lucas 2:14.

Por Rubens Silva Aguiar
Editor@jacuipenoticias.com

Comente este estudo

Leia mais materias sobre fé

Comentários:

PARABENS ESTUDO ABENCOADO E EDIFICANTE PARA NOSSAS VIDAS QUE O SENHOR CONTINUE TE USANDO DESTA FORMA AMEM !!!

marcelo antonio


Exelente aprendi muito com estudo. Parabens

Fásto silva


Parabéns!! O irmão foi muito feliz em suas colocações à luz da Palavra. Glória a Deus pela sua vida.. bastante esclarecedor. Que Deus o abençoe e continue o usando como instrumento para auxiliar as nossas vidas.

Iraci Borges


E muito bom ouvir e saber a verdade , defacto nos os evangelicos devemosnos compoatar como cristaos verdadeiros , e claro se somos realmente cristaos , nao deviamos se preocupar tanto do NATAL como nascimento de Jesus , a verdade e que ele nasceu e e Messias , ominimo que devemos fazer e acredutar que realmente e Deus .

Tadila Graca


Bom dia FELIZ NATAL, Jesus Nasceu em 17 de Fevereiro de 1974, foi quando o conheci e recebi como meu verdadeiro salvador, gostei muito do esclarecimento que foi dado pelo Rubens Aguiar, creio que muitos cristão nem sabiam o descrito , mas opinioes divergem e não somos donos da verdade, O Importante é que Jesus Nasceu morreu ressuscitou e reina para Sempre. A Ele Todo Honra Toda a Gloria para sempre.

Paulo Correa


amei saber mais do natal poque o pastor da igreja do meu esposo falou que o natal e uma festa do mundo entao agora tirei minhas duvidas nada daquilo que ouvir bate com a istoria

maria luiza fernandes


GLÓRIAS A DEUS! PARABÉNS pelo estudo, que Deus continue o abençoando. Certíssimo, temos que pregar contra as heresias mesmo, contra a carnalidade e o mundanismo, que tem entrado em muitas Igrejas e corrompido muitas pessoas que se diz ser CRENTES, mais não querem renunciar suas paixões mundanas por acharem que não tem importância, esse tal de " Não tem importância " tem destruído muitos crentes. O Apóstolo Paulo escreve sua carta inspirado pelo Espírito Santo às Igrejas da Galácia, dizendo que " Os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências ". GÁLATAS 5.24
E também o nosso próprio Senhor Jesus Cristo disse " Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me ". Mateus 16.24. Mas muitos não querem renunciar suas paixões mundanas, sua carne e acabam trazendo escanâlos para o Cristianismo.
Nós fomos chamados para influenciar o mundo e não para sermos influenciado por ele. No livro de Apocalipse no capitulo 3 e a partir do versículo 14, Deus adiverte a Igreja de Laodicéia por ser morna, uma Igreja que misturava as coisas do mundo com as coisas de Deus e também por ser fria espiritualmente. No versículo 16 vemos Deus dizer por intermédio da carta de João Marcos " Assim, porque és morno, e não és não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca ". Vemos o quanto esse assunto é sério, porque o mundanismo pode levar a prória condenação. Não podemos ser como Êutico que estava em cima de uma janela e caiu. Atos 20.9 E nem como a mulher de Ló que estava preça nas coisas desse mundo. GÊN

Micaías Dos Santosa Da Silva.


Não concordo esta divisão evangelico e cristão. Eu defendo uma do denominação - cristão ...este povo que segue o mandamento de Jesus ... Independente de igrja.

Francisco Ferreira


Gostei muito da matéria, explicou muito bem esse assunto tão polemico. Mas o resumo eu não concordei muito, pelo seguinte
1- A Bíblia diz que não podemos ter 2 anos, ou amará muito um e odiará muito o outro.
2- Também diz que devemos nos afastar das coisas do mundo (afastai dela filho meu, para que no dia da minha ira não seja destruído junto com ela). Por isso não devemos fazer parte do mundo, mas devemos conviver com o mundo sem nos envolver, para poder levar a palavra de Deus a eles e ganhar-los pelas nossas atitudes.

Agostinho


Que Deus abençoe o responsável deste estudo, sinceramente, para quem é convertido está tudo bem claro, a dúvida, surgirá para quem falta a conversão aparecer no seu dia a dia.
Graça do Senhor, esteja com todos.

Recôndito Poeta Chiwale


Deus seja louvado por su vida!
Gostei muito do estudo, é esclarecedor.

kelly


Muito bom gostei de como foi abordado o tema Natal.

Pena que para a grande parte dos cristãos falta o conhecimento dobre história.

José Augusto Silva


Esse estudo é uma benção,aprendemos muita coisa que não sabíamos. Quando puder acesse meu blog Jovem no Caminho Certo: http://www.jovemncc.blogspot.com.br Ficaria muito feliz se pudesse exibir esse estudo no meu blog. Deus abençoe!

Ronald Maia Estiliano


olá povo, gostaria de deixar tambem minha opniao sobre assuto;
Se for analizar bem as escrituras teremos respostas para tudo, mas na verdade o povo evangelico e cristao querem desculpas para fazer aquilo que ja sabe que é errado, ou seja, que argumentos para pecar contra Deus . Louvdo seja Deus pela sua vida meu irmao em cristo que Deus continue te iluminando para nus ajudar a exclarecer algumas duvidas.

Samuel cruz


Deus lhe abençoe, e que você continue trazendo estes relatos que são de muita importancia pra esclarecer sobre assuntos que precisam ser trazidos a tona!

pr. ferreira


Graça e paz pastor,

Gostei muito do seu ponto de vista, bem esclarecedor, para um cristão convertido deu para entender que o foco é pregar à Cristo.
Deus o abençoe.

João Clementino Filho


Glória a DEUS! Amei esse estudo, Muito bem explicado.

Joana Laudicea Almeida Cabral


Tudo muito lindo e esclarecedor do ponto de vista de quem quer interpretar, moldando-o as as convicções pessoais acerca da data.
Gente, não temos que seguir nem o judaísmo, nem nossas culturas nacionais. Fala-se tanto em Evangelho genuíno, no entanto, quando as bases "bíblicas" são evocadas para justificar práticas sincréticas certamente não é uma atitude condizente com a pregação do Evangelho genuíno.
Certo é, que não há nada surpreendente na forma com que o recém-nascido e importado ( Protestantismo / U.S.A) atuante em nosso país.
Temos "levitas" (Cultura judaizante), temos arraiá gospel( com forró / arrocha gospel), carnaval gospel, balada gospel, temos filhos de cristãos participando ativamente, em nome do cultural dia de halloween. Para fechar esta defasada lista quero dizer que nosso Brasil é conhecido do resto do mundo, como uma terra onde é fácil conseguir um programa sexual.Para eles: o resto do mundo. Isto faz parte de uma cultura local e não querendo ficar de fora dessa azada cultural, já existem hoje disponível para o consumo os filmes pornôs gospel. Então, como reagir a tudo isso? Quanto aos demais leitores não ouso passar receitas prontas, mas quanto a mim, não mudo em nada a minha rotina principalmente nesse dia de dezembro. Não abraço mais do que o habitual, não saio dizendo pra todo mundo: eu te amo, muito menos ainda me sinto "envolvido" pelo o "espirito da data"
Aos Romanos capítulo 12 verso 2: E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento (...), logo, a instrução é: Mudarei meu entendimento, não obstante ao do mundo em minha volta.

Damião


Glória Deus, gostei muito desse estudo sobre o natal.

Samuel Jackson


Quando alguem por mais sábio que seja me informar onde está na Bíblia que Jesus ou os Apóstolos comemoraram a data de 25 de dezembro como a data do Seu Nascimento, ai eu começo a comemorar também. A festa de natal é pagã; e as Igrejas Evangélicas deveriam se abster disso. Em Romanos 12 diz que não devemos nos conformar com este mundo. Fazer o que o mundo faz, é viver em conformidade com êle. Natal é sinônimo de bebedeiras, mentiras, falsidades adultérios idolatrias e tantas outras coisas semelhantes a estas que nós Cristãos deveria-mos nos libertar. ISSO É PAGANISMO e paganismo abomina o coração de Deus.

Elizeu Thompson Nunes


Gostei e concordo plenamente

valdecir


a bíblia nos relata que nos por muita das vezes devemos nos fazer de tolo para ganhar os tolos, se ele nasceu ou não no dia 25 não importa o que importa e que ele nasceu, e nos vamos ganhar os ímpios pregando a sua morte amem fiquem com deus.

pr jackson


PAZ DO SENHOR

ESTAVA LENDO OS SEU COMENTERIO A RESPEITO DO NATAL

ESTAVA MUITO BOM, MAS SUA CONCLUSAO NAO TEVE SUSSESO NA MINHA OPINIAO

PORQUE SE DEIXARMOS DE OBSERVAR O VELHO TESTAMENTO SO PORQUE SOMO GENTIOS E BRASILEIROS

E NOS AGARRAR AOS COSTUMES MUNDANOS E PRATICALOS COMO OS OUTROS PRATICAM, NAO NACEMOS DE NOVO.

PORQUE NA VERDADE A MAIORIAS DAS IGREJAS PREGAM E ENCINAM PARTES DO VELHO TESTAMENTO (LEI) E PARTES DO NOVO TESTAMENTO (GRAÇA)

TODAS DIZEM QUE DEVEMOS DAR O DIZIMO (LEI) VELHO TESTAMENTO.

DEVEMOS AMAR A DEUS E AO NOSSO PROXIMO COMO A NOS MESMOS E REPARTIR O NOSSO PAO (GRAÇA) NOVO TESTAMENTO.

MAS FIQUE TRANQUILO ROBSON SE A SUA IGREJA É DESTAS QUE DIZIMA E TAMBEM AJUDA O PROXIMO E AMA A DEUS, EU TAMBEM SOU

ISSO É SO PARA COMENTAR QUE ESTÁ ESCRITO NO VELHO E NO NOVO TESTAMENTO SAO PARA O NOSSO ENCINO E QUE DEVEMOS OBSERVAR TANTO UM COMO OUTRO

NAO É PORQUE NAO SOMOS ISRRAELITAS QUE DEVEMOS OU NAO PRATICAR CERTO COSTUMES, MAS SE SAO BONS PORQUE NAO?

ATE AQUI NAO SOU A FAVOR DE COMEMORAR ESTA DATA 25 DE DEZEMBRO JESUS NOS ENCINOU A LEMBRARMOS DA SUA MORTE E RESSUREICAO

A PAZ DO SENHOR JESUS IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS

jose carlos barbosa barbosa


A Paz do Senhor. Estou iniciando um blog "emanuelsiqueira134@blogspot.com.br" e queria pedir sua permissão para publicar este artigo lar, pois ele é uma benção e muito esclarecedor.

Emanuel de Morais Siqueira


Muito bom e esclarecedor!


Parabéns muito esclarecedor o estudo, de grande valia para nós.
Deus abençoe.

Pr Rubens Mesquita


é bom poder saber um pouco mais, podendo assim falar a verdade para nossos filhos, mesmo que eles ainda não entendam.eles nem ninguem pode fazer uma vida na base do faz de conta, ou muito menos de uma mentira. Deus é deus sob todas as coisas.

renata


Parabens pelo conteúdo do assunto abordado. A forma que foi exposto o assunto, fora bastante coerente. Infelizmente acredito que haverá discordância de muitos que tem enterrado o verdadeiro significado do Natal num buraco repleto de falsos aprendizados em ensinos que mais afastam os homens de Deus do que os aproximam. Muitos crentes tem pegado ponga em ensinamentos deturpadores e pior, mascarados de verdade para afastar-se dos propósitos eternos de Deus. Gostaria de destacar 3 situações:
1 - Se é pecado pregarmos o nascimento de Cristo na noite do dia 25.12 nas igrejas, (mesmo não havendo registro dessa data na Bíblia) louvando, exautando ao Senhor, dá mesma forma é pecado ceiar em casa com os familiares mesmo discordando do natal na Igreja;
2 - Mesmo que 25.12 não seja a data correta, pois nosso calendário nada tem haver com o calendário judaico, era necessário ter-se um dia e o dia apropriado para se combater a heresia ao deus sol, fora a de 25.12. Passamos a adorar não a um deus sol, mas ao nascimento do Senhor dos senhores;
3 - Hoje é notório que o maior interessado em que não se relacione, mesmo que em datas diferentes, o nascimento de Cristo à 25 de dezembro é satanas. Pois se deixarmos de lado essa data, como poderão crer aqueles que não virem até nós nesta noite em que será oferecido a oportunidade de arrependimento. Óbvio que não estou dizendo que 25.12 é somente a data especial, mas digo que neste dia as famílias vem conhecer o nascimento do Salvador em seus corações também.
Deixe-mos de lado as fábulas e preguemos a Palavra.

Pr. José Renildo


Gostei muito da matéria, pois alguns esclarecimentos bastantes importantes foram tratados e comentados com muita clareza.
Celso Alves


Novamente muito bom show de bola... uma tonelada de conhecimentoo!!!!
Thiago Batista


Parabéns pelo estudo, benção! Realmente muito esclarecedor, especialmente para mim. Pude aprender e compreender várias coisas que para mim eram tabus. Obrigado. Deus abençoe e ilumine ricamente para que possas continuar escrevendo textos e estudos tão exitosos.
Parabéns!!
César Alves